quarta-feira, 29 de setembro de 2010

SACRIFICOU O PRÓPRIO FILHO


O operador de uma ponte pênsil, sobre a qual passava uma estrada de ferro, e regularmente era elevada para permitir o tráfego de navios, não percebeu seu filho brincando entre as ferragens do mecanismo de descida da mesma. E, naquele momento o trem se aproximava rapidamente, o tempo era curto. Uma única escolha a fazer: Salvar o filho ou centenas de vidas que viajavam naquele comboio. Olhou para o filho que tanto amava, escondeu o rosto cheio de lágrimas, acionou a alavanca, baixou a ponte liberando a passagem do trem. Muitas pessoas acenavam-lhe através das janelinhas cumprimentando-o, ignorando a profunda dor de um oai que sacrificou seu único filho para que todos fossem salvos. No dia seguinte, rádios e jornais noticiavam o fato. Muitas pessoas ficaram consternadas, outras não deram a mínima importância. Lembre-se, você está viajando para o futuro, pensando e agindo, como todas as pessoas. Nada muda: hábitos, costumes e tradições religiosas.
"Não há um justo, nem um sequer" Rm 3.10
Todos esqueceram-se do Criador, aborrecendo-o com seus atos pecaminosos que os levam para o inferno e a separação eterna de Deus.
"Guarda-te, que não te esqueças do Senhor teu Deus" Dt 8.11 e "Os ímpios serão lançados no inferno, e todas as nações que se esquecem de Deus."Sl 9.17
Deus em seu infinito amor, contemplando o abismo terrível, e o fim da viagem para todos os que não crêem em Deus , enviou seu único filho para morrer em lugar de todo aquele que nele crer. E tudo o que você tem que fazer é crer e aceitar, saindo  deste sistema de vida que o mundo vive sem salvação e sem Deus. " Porque Deus amou o mundo de tal maneira que deu seu filho unigênito para que todo aquele que Nele crê não pereça, mas tenha a vida eterna."Jo 3.16
"Mas ele foi ferido por causa das nossas transgressões, e moído por causa das nossas iniquidades; o castigo que nos tráz a paz estava sobre ele, e pelas suas pisaduras fomos sarados" Is 53.5
A exemplo daqueles passageiros, muitos sabem que Deus enviou seu filho JESUS CRISTO para nos dar vida eterna e não dãò a mínima importância  à obra redentora do Calvário.

                                                                                Autor: Pr. Rafael Cabral